Treinamento dos músculos do assoalho pélvico de mulheres em idade reprodutiva: avaliação funcional e sexual = Pelvic floor muscles training of women in reproductive age: functional and sexual evaluation/ Samantha de Miranda Ferreira Souza.

Idioma:Multiple languages

Autores:Souza, Samantha de Miranda Ferreira, 1984-

Informações de publicação: Campinas, SP: [s.n.], 2013.

Data de publicação: 2013

Descrição física: 99 f.: il.

Tipo de publicação: Book

Tipo de documento: Theses; Non-fiction

Termos do assunto: Exercícios físicos; Diafragma da pelve; Eletromiografia; Sexualidade

Exercise; Pelvic floor; Electromyography; Sexuality

Resumo: Introdução: O treinamento dos músculos do assoalho pélvico (TMAP) é uma técnica amplamente utilizada pela fisioterapia com o objetivo de aumentar a força muscular, aumentar o fluxo sanguíneo local e a mobilidade pélvica, além de informar a mulher sobre a sua anatomia e melhorar a conscientização corporal. O treinamento com esse foco poderia influenciar de maneira positiva a função dos músculos do assoalho pélvico (MAP) e a função sexual feminina. Objetivo: Avaliar as funções muscular e sexual feminina pré e pós TMAP de mulheres em idade reprodutiva sem disfunção uroginecológica e/ou sexual. Métodos: Ensaio clínico incluindo 68 mulheres nulíparas em idade reprodutiva sem disfunção uroginecológica e/ou sexual. A função dos MAP foi mensurada pré e pós TMAP pelas pressões intravaginais, potencial eletromiográfico de superfície (sEMG) e palpação bidigital. A função sexual foi avaliada pré e pós TMAP pelo questionário Female Sexual Function Index (FSFI) que enfatiza seis domínios (desejo, excitação, lubrificação, orgasmo, satisfação sexual e dor). O TMAP foi realizado em grupo, uma vez por semana durante 8 semanas, com 45 minutos de duração, usando 11 diferentes posições. Para cada posição foram solicitadas 5 contrações tônicas sustentadas por 6 segundos com igual tempo de relaxamento entre cada contração e 5 contrações fásicas, totalizando 110 contrações a cada sessão. As voluntárias foram orientadas a realizar em casa 30 contrações todos os dias da semana. Resultados: Foram observadas diferenças significativas ao compararmos os valores máximos das avaliações das pressões intravaginais pré e pós TMAP das contrações fásicas 41,7±13,7 vs. 47±14 (p=0,0023), tônicas de 10 segundos 42,7±13,8 vs. 47,7±15 (p=0,0085) e tônicas de 60 segundos 42,1±13 vs. 47,5±14,5 (p=0,0013) respectivamente. Também foram observadas diferenças significativas nos valores máximos do sEMG das avaliações pré e pós TMAP das contrações fásicas 27,7±11,2 vs. 31,3±12,6 (p=0,0009), tônicas de 10 segundos 27,7±10,9 vs. 31,5±13,6 (p=0,0017), tônicas de 60 segundos 28,6±11,8 vs. 31,1±13 (p=0,0232) e tempo de contração em segundos 41,7±22,1 vs. 49,3±27,7 (p=0,0252) respectivamente. Foram encontradas diferenças significativas pré e pós TMAP no escore total do FSFI 29,8±3,7 vs. 31,9±2,7 (p<0,0001) e nos domínios desejo 4,4±0,9 vs. 4,7±0,8 (p=0,0076), excitação 4,8±0,8 vs. 5,2±0,5 (p=0,0001), lubrificação 5,2±0,8 vs. 5,5±0,5 (p=0,0140) e orgasmo 4,5±1,4 vs. 5,3±0,9 (p<0,0001) respectivamente. Conclusão: O TMAP aumenta a função dos MAP e melhora a função sexual de mulheres em idade reprodutiva sem disfunção uroginecológica e/ou sexual.

 

Summary: Introduction: Pelvic floor muscles training (PFMT) is a technique widely used for physical therapy in order to increase muscle strength, increase local blood flow and pelvic mobility and inform women about their anatomy and improve awareness body. Training with this focus could positively influence the function of the pelvic floor muscles (PFM) and female sexual function. Objective: To evaluate the muscular function and female sexual function pre and post PFMT of women of reproductive age without urogynecologic and/or sexual dysfunction. Methods: A clinical trial including 68 nulliparous women of reproductive age without urogynecologic and/or sexual dysfunction. The function of the PFM was measured before and after the PFMT intravaginal pressures, potential surface electromyography (sEMG) and palpation bidigital. Sexual function was assessed before and after the PFMT the survey Female Sexual Function Index (FSFI) that emphasizes six domains (desire, arousal, lubrication, orgasm, sexual satisfaction, and pain). The PMAT group was performed once a week for 8 weeks, with 45 minutes using 11 different positions. For each position were requested 5 tonic contractions sustained for 6 seconds with equal relaxation time between contractions and 5 phasic contractions, totaling 110 contractions each session. The volunteers were instructed to perform 30 contractions at home every day of the week. Results: Significant differences were observed when comparing the maximum rating of intravaginal pressure pre and post PFMT of phasic contractions 41.7±13.7 vs. 47±14 (p=0.0023), tonic contractions of 10 seconds 42.7±13.8 vs. 47.7±15 (p=0.0085) and tonic of 60 seconds 42.1±13 vs. 47.5±14.5 (p=0.0013) respectively. There were also significant differences in the maximum values of sEMG pre and post PFMT of phasic contractions 27.7±11.2 vs. 31.3±12.6 (p=0.0009), tonic contractions of 10 seconds 27.7±10.9 vs. 31.5±13.6 (p=0.0017), tonics of 60 seconds 28.6±11.8 vs. 31.1±13 (p=0.0232) and contraction time in seconds 41.7±22.1 vs. 49.3±27.7 (p=0.0252), respectively. There were significant differences pre and post PFMT in total score FSFI of 29.8±3.7 vs. 31.9±2.7 (p<0.0001) and in those areas desire 4.4±0.9 vs. 4.7±0.8 (p=0.0076), arousal 4.8±0.8 vs. 5.2±0.5 (p=0.0001), lubrication 5.2±0.8 vs. 5.5±0.5 (p=0.0140) and orgasm 4.5±1.4 vs. 5.3±0.9 (p<0.0001) respectively. Conclusion: The PFMT increases the function of PFM and improves sexual function in women of reproductive age without urogynecologic and/or sexual dysfunction.

Observações: Orientadores: Paulo César Giraldo, Rose Luce Gomes do Amaral.

Dissertação (mestrado) – Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas.

Outros autores: Giraldo, Paulo César, 1956-, Orientador;  Amaral, Rose Luce Gomes do, Coorientador

 

Universidade Estadual de Campinas Faculdade de Ciências Médicas Programa de Pós-Graduação em Tocoginecologia

Outros títulos: Pelvic floor muscles training of women in reproductive age : functional and sexual evaluation.

Acesso online: Texto completo.

Número de acesso: unicamp.000898391